1.12.10


 -Estou vivendo o que de melhor habita em mim, e assim tenho transformado a caneta e a folha em branco que Deus me emprestou, na mais bela história que eu, e somente eu posso escrever – a história da minha vida.


 _________________________________________________________

 Uma das tantas poesias que estão no livro "Palavras de um Jovem Poeta".

ENREDO DE UMA NOITE SEM SONO

Luzes trêmulas
Gato preto no telhado
Ruas livres e galos distantes
Cantam os pássaros noturnos
Nas noites perto do céu.

Moribundos escarram
Cães amigos dos vermes
Noite à dentro
Dente enfermo
Dorme um a um os que podem.

Sopro entra pelas gretas da janela
Vento inquieto
Que brinca e canta ali.
Tempestades e assovios
Vítimas, réus
Nas noites perto do céu.

E seguem-se as procissões
Umas que vão, outras que veem
Rumos e destinos incertos.
Pensamentos e balas perdidas
Alvos atentos
Jogam-se no rumo das palavras.
Multidão oportunista
E sonhos inexistentes
Neste mundo tão longe do céu.

2 comentários:

  1. Adorei a poesia exposta.Parabéns, você realmente é um grande poeta.

    Carlos Eduardo Martins
    Curitiba - PR

    ResponderExcluir
  2. Que bom saber que nos dias atuias anida existem pessoas com tamanha sensibilidade. Sou amante da poesia e logo que localizei sua página, cliquei é amei.

    Vlw! Beijuuu

    Joana Marcela - Campos do Jordão - SP

    ResponderExcluir

FALE CONOSCO